30 anos a partir pernas!

Como forma de agradecimento e homenagem ao imenso trabalho que o GrETUA tem realizado.
30 anos a partir pernas
2009 é um ano muito especial. O GrETUA tem o orgulho de existir há já 30 anos e o UniverCidade não poderia deixar passar semelhante acontecimento em branco. Como forma de agradecimento e homenagem ao imenso trabalho que o Grupo Experimental de Teatro da Universidade de Aveiro, aqui fica um pouco da sua história, relatada também por Tiago, membro do GrETUA durante seis intensos e ricos anos.
Rui Sérgio, um dos fundadores, disse em 1989, que este grupo surgiu como um grito de revolta de alunos descontentes — com a vida académica, com os cursos, enfim - e que tinham uma paixão em comum. Estamos obviamente a falar do teatro. E é desta forma caricata e intensa que o GrETUA nasce em finais de 1979, nomeadamente no Outono de 79, julga-se.
Um pouco ao desafio, Tiago entrou em 2002, numa dessas fases em que o grupo vivia tempos mais austeros, e por aí ficou durante 6 anos. Nessa altura a AAUAv passou a instalar-se no que é hoje a Casa do Estudante (CE) e o grupo passava também por uma reforma estrutural — relatórios de contabilidade ressurgiram após 3 anos de "celibato", etc.
Foi também assim que Tiago, por prática e necessidade, passou a assumir o papel de tesoureiro, papel que muitos consideram com "chato", mas que tem que ser feito. Se até à peça "Adão" a abundância era relativa e era possível ter uma série de despesas, depois disso e durante anos equilibrar as contas era extremamente difícil, e por isso renegociar preços, poupar, usar e reutilizar os recursos para a construção de cenários eram palavras-chave que o grupo tinha que interiorizar.

"Conheci pessoas desde a formação [do grupo] ...Foi interessante ver essa evolução... Há sempre choque entre as pessoas, como em qualquer grupo de trabalho. Há pessoas que saem, há pessoas que entram, há pessoas que estão só de passagem, há pessoas que ficam e têm uma paixão imensa por aquilo. E durante o tempo que eu estive, entre 2002 e 2008, gosto de salientar, acima de tudo, um sonho antigo de elementos do GrETUA que não conseguiram concretizar — a criação de um festival de teatro universitário...", completa o entrevistado.

É neste contexto que surge a Mostra de Teatro Universitário — Salta! — que surgiu contra tudo e contra todos, e contou já com duas edições seguidas. Este é um evento extremamente exigente, sobretudo para um grupo que muitas vezes tem poucos recursos humanos para levar a cabo eventos de maior envergadura, e a decisão de não repetir a montra no ano anterior, em 2008, foi bastante difícil...

"A 'Salta! — Mostra de Teatro Universitário de Aveiro" tem como objetivo principal fomentar a atividade cultural da comunidade aveirense, nomeadamente a académica e estudantil através da programação de espetáculos de teatro universitário, projetando em primeira instância o GrETUA, a Associação Académica (AAUAv) e finalmente a Universidade de Aveiro (UA) como agente cultural, isto, em ligação com outros agentes da região, promovendo a descentralização das artes do palco que este grupo tem defendido e trabalhado em prol nos últimos trinta anos", explica o GrETUA.
30 anos a partir pernas 2
Em 2008, o grupo decidiu apostar numa formação e produção e levá-la ao estrangeiro, onde arrecadaram o 1° prémio em três festivais diferentes, com duas peças diferentes. Claro está que isto deu imensa projeção ao GrETUA e ainda por cima, puderam equilibrar as contas com os prémios, o que já não acontecia há alguns anos. Durante todo o processo, Tiago destaca ainda ajuda da AAUAv, que viu muito esforço por parte do GrETUA em querer trabalhar, apesar do seu isolamento geográfico. Todos os núcleos acompanharam a mudança de instalações da AAUAv, ficando todos na CE, excepto o GreTUA. Outros apoios como a Fundação Gulbekian, AveiroFm, Diário de Aveiro e outros, fizeram toda a diferença no desenvolvimento e força ao grupo.

O ponto alto para Tiago remete-se ao ano passado, onde "atingimos (...) um grupo muito coeso, muito dedicado...A Salta!, a primeira mostra...2006, 2007 e 2008 foram para mim anos muito importantes". 2005 devido à Salta!, em 2007 muita gente respondeu ao anúncio do GrETUA para a participação numa produção teatral e aí acabou por se criar um grupo de trabalho muito coeso, e 2008 graças aos prémios ganhos nos festivais internacionais.

No meio de 33 ou 34 produções, é difícil para Tiago escolher a sua predileta, até porque as primeiras peças do grupo não as viu, muitas porque se perderam ao longo do tempo. Mas diz que a sua grande apresentação em palco foi n' "O Alto do Aleatório" e marcou-o pela experiência pessoal, e tem carinho especial pela peça.
No que respeita à entrada de novos membros no GrETUA, existem cursos de iniciação todos os anos para que os membros possam ter uma formação base e descobrir em que áreas do teatro querem trabalhar. Antes, estes cursos existiam de dois em dois anos, mas devido à mobilidade e volatilidade que o Regime de Bolonha trouxe, o grupo teve que se adaptar e responder às necessidades e exigências dos novos tempos.
Por outro lado, "é difícil integrar um novo membro porque não é como o futebol onde se vai aos treinos, é difícil integrar alguém quando estamos a meio de uma peça". Por isso, as pessoas têm de ter paciência e esperar pela sua vez. "Talvez tenhamos perdido muita gente assim", lamenta o entrevistado.
Tiago pede ainda aos alunos para irem ao teatro, porque o teatro não é "esse bicho papão" que toda a gente pensa e que há imensas áreas a desenvolver que não só a representação, como já foi referido há pouco.

o Grupo Experimental de Teatro da Universidade de Aveiro realizará a 4° Mostra de Teatro Universitário de Aveiro, a Salta!09, que decorrerá entre 5 e 11 de Abril, exibindo sete espetáculos em dois espaços distintos: Espaço GrETUA e no Estúdio de Artes Performativas - Performas. Na programação, incluem-se espetáculos de seis grupos portugueses e um espanhol, trazendo à cena autores como Robert Louis Stevenson, Ítalo Calvino, Florbela Espanca, Benjamin Franklin Wedekind, entre outros.

É nosso principal interesse dar a conhecer à comunidade um pouco do que se faz em Teatro Universitário, tanto dentro como fora do país, bem como, promover a comunicação e cooperação entre os vários grupos de Teatro. A cidade de Aveiro será, durante uma semana, ponto de convergência de culturas e de experimentação nas artes.
Nesta quarta edição da Salta!, apresentamos outras atividades paralelas à programação principal: a exposição comemorativa dos 30 anos do GrETUA no espaço Performas e uma tertúlia no mesmo local, com a participação de alguns nomes que fizeram carreira no mundo do teatro nacional e que passaram pelo GrETUA.
Esperamos que a Salta!09 se imponha definitivamente no cartaz cultural da Universidade e de Aveiro, contando para isso com a vossa colaboração.

Campus Solidário – Universidade de Aveiro

Clica para ler o artigo completo!

Resultados Eleições Órgãos Sociais AAUAv

Acompanha em tempo real todos os resultados das eleições para os Órgãos Sociais da Associação Académica da Universidade de Aveiro.

Plantar o Futuro – A Tua Árvore

Clica para ler o artigo completo!

Orçamento Participativo Jovem Portugal

Clica para saber mais.

footer_final-06
footer-07

univercidade@aauav.pt

Associação Académica da Universidade de Aveiro

Scroll Up