Quem tem a palavra final? O primeiro-ministro ou o novo presidente do Eurogrupo?

As Finanças dizem não ter dinheiro para cumprir o prometido ao Ensino Superior. Daí a pergunta: vai a palavra dada pelo primeiro-ministro ser honrada? Ou será a situação de falta de liquidez do país mais forte do que a palavra do Chefe do Governo?
Esperemos que a palavra final seja a do primeiro-ministro — isto é, esperemos que os reforços sejam transferidos para as instituições até ao final do ano, com possibilidade de utilização no próximo ano — para que o Governo possa manter os seus compromissos com o Ensino Superior e a Ciência.


footer_final-06
footer-07

Associação Académica da Universidade de Aveiro

Scroll Up