Estado estraga Natal aos estudantes

A dias da celebração da consoada, e com a pausa letiva do Natal à vista, os estudantes bolseiros deslocados que frequentam o ensino superior encontram-se a ser contactados pelos Serviços de Ação Social de diversas Instituições de Ensino Superior, que lhes estão a solicitar os pagamentos do alojamento e apresentação dos respetivos comprovativos até ao final do presente mês.
Durante o dia de ontem verificaram-se um conjunto de queixas junto das Associações e Federações por todo o País. Tudo isto porque os estudantes bolseiros deslocados encontravam-se a ser contactados pelos Serviços para regularização dos pagamentos referentes a alojamentos em Residências Universitárias. Este procedimento é a primeira vez que se realiza nos últimos anos letivos, e é justificada pela DGES como um procedimento na sequência da prestação de contas perante os fundos comunitários que financiam a Ação Social. A missiva enviada aos Serviços de Ação Social indicava que os bolseiros, que não tivessem saldadas as suas dívidas perante as Instituições, teriam o complemento de alojamento reduzido a zero euros e a possibilidade de ser efetuado um acerto de contas que poderia resultar em diminuição drástica no valor da bolsa de estudos.
Este acontecimento que até ao momento não apresenta qualquer enquadramento legal veio surpreender os presidentes das estruturas subscritoras deste comunicado, que repudiam tal tomada de posição perante da DGES e da tutela que permitiu esta ocorrência. Urge uma solução urgente para este problema, e, por esse motivo, exigimos uma resposta por parte do MCTES e da Direção-Geral do Ensino Superior.

Presidente da Associação Académica da Universidade de Aveiro, Xavier Vieira, afirma que: "É uma infeliz constatação verificarmos esta decisão relativamente à postura da DGES e do Governo. Durante o dia de ontem a Associação Académica e os Serviços de Ação Social receberam dezenas de anseios dos estudantes, acerca das mudanças de regras que se verificaram a meio do ano letivo. É inadmissível a tomada destas medidas, que prejudicam bastante a estabilidade que deveria ser facultada aos estudantes bolseiros que são residentes, que muito provavelmente não se encontram num plano de equilíbrio no contexto financeiro. Esperemos que os esclarecimentos sejam rápidos e que a tutela finalmente tome uma decisão relativamente ao que quer para o Ensino Superior em Portugal! Não podemos condicionar a discussão do futuro de um País em volta do constante desinvestimento nos seus estudantes. É incomportável!"

Dia Aberto ás Universidades
Dia Aberto às UniversidadesA Fundação Calouste Gulbenkian está de volta com mais um Dia Aberto às Universidades e claro a...
Stand Up Comedy – Fernando Rocha
Stand Up Comedy - Fernando RochaO Núcleo de Estudantes de Administração Pública, no dia 16 de Outubro de 2018 irá...
Sport Challenge
Sport ChallengeE se um único evento conjugar desporto, solidariedade e networking? É verdade, o SportChallenge está de regresso à Universidade...
AAUAv no CERCIAG em movimento

Núcleo de Judo da Universidade de Aveiro esteve a promover a modalidade de Judo no evento que decorreu em Águeda nos dias 21 e 22 de Setembro

footer_final-06
footer-07

univercidade@aauav.pt

Associação Académica da Universidade de Aveiro

Scroll Up