Nota minima como é que ficamos

Nota mínima: como é que ficamos?

Depois dos exames feitos e finalizado que está o primeiro semestre sob os auspícios do novo Regulamento de Estudos e Licenciatura, chegou a altura de fazer um pequeno balanço...
De um ponto de vista global, não podemos deixar de dar os parabéns a alguns professores (poucos!) que tiveram o cuidado em entregar um exame modelo a meio do semestre; aos professores (muito poucos!) que contemplaram provas alternativas para alunos reprovados com mais de oito valores ou aos professores que pura e simplesmente, apesar do elevado número de inscritos, não utilizaram notas mínimas.
A AAUAv tem conhecimento oficial de 42 cadeiras onde foi aplicada a nota de 5 valores (dizemos conhecimento

oficial pois existiram cadeiras onde tal possibilidade foi utilizada, sem o cumprimento dos tramites legais). Destas 42,

existem 15 com menos de 100 alunos inscritos, chegando-se ao cúmulo de duas destas cadeiras terem apenas 9 e 13 alunos inscritos! Esta situação é incomportável!

Uma das principais argumentações para a imposição de nota mínima foi que existiam cadeiras nas quais a

logística necessária à execução e correcção de um exame era de tal forma complexa que a qualidade de

correcção estava comprometida, se não houvesse uma responsabilização dos alunos de maneira a realizarem o

exame quando se sentissem realmente preparados. Paralelamente era assegurada a equivalência em termos de

dificuldade das duas provas (exame final e recorrência) de maneira a que o aluno não fosse prejudicado

quando optasse por uma das duas.

Mas o que é que vemos?

- Vemos professores a afirmarem que a recorrência será muito mais difícil!

- Vemos notas mínimas em exames subjectivos de 3 perguntas apenas!

- Vemos os professores a mudarem regras de avaliação a meio do semestre!

- Vemos professores a imporem uma nota mínima no dia do exame!

Haja bom senso!

Por nossa parte, bom senso, de modo a evitar as idas a exame "para ver se dá..." ou para responder a uma alínea só para o professor ter o trabalho de a corrigir.

Por parte deles, bom senso, de modo acatarem as recomendações existentes e não utilizarem as regras apenas para

benefício próprio (é bom demorar apenas 2 horas a corrigir todos os exames, não é tão bom que apenas 5% dos alunos

passem a essa prova.)

O teste ao novo R.E.L. foi feito este semestre, cabe a cada um de nós fazer entender que as soluções mais

imediatas podem não ser as melhores. Cabe-nos a nós sensibilizar para que as cadeiras com nota mínima este 2º

semestre não sejam 150 em vez de 42...

Assinatura do Protocolo de Colaboração CMA/UA/AAUAv/ESN

Clica para ver o artigo completo!

ENDA Algarve 2018
ENDA Algarve 2018A Direção da Associação Académica da Universidade de Aveiro marcou presença no Encontro Nacional de Direções Associativas (ENDA),...
Auditório Renato Araújo recebe “QUIM ROSCAS E ZECA ESTACIONÂNCIO” em dia de declarações de Amor
Auditório Renato Araújo recebe “QUIM ROSCAS E ZECA ESTACIONÂNCIO” em dia de declarações de AmorEspetáculo de stand-up comedy decorre dia...
AAUAv presente em Viseu com Equipa de Formação

Clica no Link para ler o artigo completo!

footer_final-06
footer-07

univercidade@aauav.pt

Associação Académica da Universidade de Aveiro

Scroll Up