Propina! Maldita Propina!

Será que se o título deste artigo não fosse PROPINAS o estarias a ler?
Tal e qual a Peste Negra, que voltava sempre quando menos se estava à espera e mais forte que da última vez, as Propinas andam de novo na boca do mundo.

E por isso, sob pena de sermos ignorados se não o fizer¬mos, aqui estamos nós a escrever sobre PROPINAS. Esta nossa relutância em usarmos o termo não pode ser confundida com falta de vontade de abordarmos a temática do financiamento do ensino superior e do papel do estudante nele. A relutância surge quando a PROPINA assume todo o protagonismo na comunicação social, quando rabos de meninos, cenas de pancadaria e cartazes com frases engraçadas aparecem com todo o destaque na comunicação social e a verdadeira discussão de ideias é esquecida. Será que se o título deste artigo não fosse PROPINAS o estaria a ler?

A AAUAv vem defendendo há mais de um ano a posição de que só com uma atitude responsável podemos exigir responsabilidades.

Propina! Maldita Propina!
footer_final-06
footer-07

univercidade@aauav.pt

Associação Académica da Universidade de Aveiro

Scroll Up