Vanessa Alfaro
Vanessa Alfaro

Formada em Línguas e Relações Empresariais. Blogger e criadora do "Shape your Body".

Vanessa Alfaro: Quando o Estilo de Vida se Encontra com a Saúde Alimentar

Entrevistamos uma jovem mulher de 27 anos que demonstra aos seus leitores e espectadores que o estilo de vida universitário é fundamental para seguir uma dieta equilibrada. Criadora da “Vanessa Alfaro Lifestyle”, Vanessa incentiva a seguir um estilo de vida saudável, provando que mesmo em redor de amigos, trabalhos e festas/convívios há sempre oportunidade da balança se equilibrar.
Mudaste completamente a tua vida. O que é que te levou a tomar essa decisão?

Começou tudo no mês de Julho, de um dia para o outro decidi mudar todo o meu estilo de vida.
Era estudante do curso superior de Línguas e Relações Empresariais da Universidade de Aveiro, tinha 23 anos e estava no meu último ano.
Foi na altura de estudante que o peso da balança começou a subir drasticamente e houve um dia em que decidi mudar, não porque me sentia mal no corpo onde eu vivia, mas por brincadeira. Uma amiga minha ia começar a ser acompanhada por profissionais e eu decidi seguir-lhe os passos. Desde então, nunca mais me separei deste estilo de vida.

Vimos já vários casos de sucesso como o teu em que as pessoas tinham de por exemplo,
quando iam jantar fora com amigos, levar a sua própria comida. Alguma vez tiveste de
fazer isso?

Sorri ao ler esta pergunta, isso foi algo que me aconteceu muitas vezes. As Quintas académicas eram sagradas, trocava as cervejas por água ou chá e levava a minha marmita sempre comigo. Recordo-me muito bem de uma dessas situações, onde as minhas amigas comiam pizza enquanto eu comia uma omelete carregada de ingredientes do bem. À primeira vista a omelete passava bem por uma pizza.

O que é que te motivou?

Inicialmente foram os rápidos resultados, mas rapidamente tudo mudou. A minha maior motivação eram os meus seguidores, as pessoas do outro lado do ecrã que esperam noticias minhas diariamente.

Quem são os grandes exemplos a seguir?

Tenho uma pessoa muito especial que sigo com grande admiração. A Brasileira Gabriela Pugliesi, uma pessoa muito especial e muito positiva com a sua forma de viver e ver o mundo.

A mudança implica o conhecimento sobre o que deves fazer ou não fazer/ comer ou
não comer. Como é que te educaste nesse sentido?

Na altura a ajuda profissional que tive foi extremamente importante não só para todo o processo de emagrecimento como também para o processo de aprendizagem e conhecimento. Para além disso eu era uma pessoa muito interessada e curiosa no que dizia respeito à alimentação. Pesquisei muito, li livros e fazia experiências na cozinha. Tudo isso me ajudou e facilitou todo o processo.

A comida é uma constante nas tuas redes sociais. Como arranjas a inspiração para
criar as tuas receitas?

Parece estranho mas, na grande maioria das vezes, inspiro-me em receitas bem calóricas. Dou asas à imaginação e tento transformar uma receita gorda numa receita magra, usando ingredientes saudáveis. Muitas das receitas são inventadas na hora e raramente correm mal. Gosto de variar nos ingredientes, de cozinhar pratos diferentes, de fazer experiências, ver quais os alimentos que resultam melhor e nunca me esqueço que os olhos também comem. Foi sempre assim que pensei, desde o início. Mas vou buscar muita motivação aos ‘meus’, que estão diariamente a aguardar novas receitas.

Vanessa Alfaro 2
Como fazes quando tens muita vontade comer algo mais calórico?

Geralmente isso muito raramente acontece quando acontece como um doce saudável, como por exemplo panquecas, chocolate 70% cacau, banana com manteiga de amendoim, já existem muitas opções saudáveis para matar a vontade de comer um doce. No entanto, como alimentos mais calóricos no dia da minha refeição livre, um dia onde troco uma das minhas refeições por uma pizza ou um hambúrguer. (O que me apetece no momento)

Atualmente os produtos considerados saudáveis são mais caros do que os produtos
normais, o que, para estudantes que queiram seguir o teu exemplo e que têm mesmo de
poupar, pode ser complicado. Alguma vez sentiste dificuldade em seguir o plano devido
a isso? Que conselhos dás a esses estudantes que querem poupar, mas ao mesmo tempo
ser saudáveis? O que achas que esta situação diz acerca da sociedade portuguesa?

Não sou nada da opinião de que os produtos saudáveis são caros, se formos a ver acabamos por gastar o mesmo ou mais quando compramos alimentos menos saudáveis. Falo por mim, na altura eu era estudante, o meu plano alimentar alterava-se de 7 em 7 dias, então eu fazia uma lista de compras do necessário e gastava uma media de 20€ por semana. Para além disso já existem imensos produtos de diferentes marcas nos diversos supermercados. Uma coisa que fazia na altura e ainda faço é pesquisar todas as promoções a decorrer em determinada semana de cada hipermercado. Esta é uma boa forma de comparar preços, produtos e poupar dinheiro.

IMG_4676
Não foi só a mudança na alimentação. O exercício também se tornou uma parte
fundamental. Como começaste a treinar? Qual era a tua rotina? Treinavas todos os
dias? Foi difícil habituares-te a essa rotina?

Quando comecei a mudança estudava e tinha um emprego onde trabalhava das 09h00 às 19h00. Todos os dias, excepto ao fim de semana, fazia um esforço e deslocava-me até o ginásio ou para a realização de um treino ao ar livre. Cheguei acordar muitas vezes as 7h00 para treinar, cansada mas ia. Para além disso, hoje em dia gosto muito de treino outdoor, o que é uma ótima alternativa para quem não tem possibilidades financeiras. O importante é ter vontade de mexer, há tempo para tudo se nos organizarmos.

Estudaste Línguas e Relações Empresariais na Universidade de Aveiro. Consideras que
o teu percurso académico te influenciou de alguma forma esta tua mudança?

Foi por causa do meu percurso académico que decidi mudar, a vida de estudante influencia os quilos da balança. Engordei 10 quilos em apenas um ano. E a culpa foi de quem? De muitas noites mal dormidas, muitas saída nocturnas, muitos jantares e muita cerveja à mistura. Graças a Deus fui a tempo de mudar toda a minha vida e principalmente a minha saúde.

ENDA Cascais 2018
ENDA Cascais 2018A Direção da AAUAv esteve presente no fim de semana de 1 e 2 de setembro, no Encontro...
Integra-te’18 – Vamos criar histórias inesquecíveis!
Integra-te'18 - Vamos criar Histórias Inesquecíveis!"E se um aguaceiro forasteiro beija um moliceiro, eu digo primeiro, Bem-vindo a Aveiro!"A Associação...
Festival Carmina Festana este sábado, 4 de Agosto, no GrETUA
Festival Carmina Festana este sábado, 4 de Agosto, no GrETUACom o Verão a chegar e a subir as temperaturas, aparece...
Candidatura a alojamento universitário para o ano letivo 2018/2019

Os estudantes (do 1º, 2º ciclo, mestrado integrado e TESP) da Universidade de Aveiro que pretendam candidatar-se ou recandidatar-se a alojamento universitário para o ano letivo de 2018/2019 têm de preencher o formulário de candidatura a alojamento a partir do dia 25 de junho.

footer_final-06
footer-07

univercidade@aauav.pt

Associação Académica da Universidade de Aveiro

Scroll Up